Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

MP quer condenação de Murad e Fátima Travassos por Improbidade

Fatima-Travassos-UPA-Vinhais2-268x300
Entre amigos: ex-procuradora aliada é acusada de favorecer Ricardo Murad

O Ministério Público Estadual acusa a ex-procuradora-geral de Justiça do Maranhão, Fátima Travassos, de rejeitar, em 2011, uma denúncia criminal com o objetivo de favorecer o ex-secretário de Saúde Ricardo Murad.

Os promotores João Leonardo Sousa Pires Leal e Tarcísio José Sousa Bonfim ajuizaram uma ação por improbidade administrativa contra a ex-chefe do MP no último dia 17, argumentando que ela não poderia ter recusado a ação penal por formação de quadrilha e fraude em licitação movida no ano de 2005 contra Ricardo Murad – então titular da Gerência Metropolitana de São Luís.

Fátima alegou inépcia da grave denúncia oferecida pelos promotores Samarone Maia, Cláudio Rebelo e Eliane Azor, recomendando a rejeição dessa em favor do aliado e amigo pessoal. Na época, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) abriu sindicância para apurar o caso, admitindo, posteriormente, a ligação umbilical entre a representante do MP e as famílias Sarney e Murad.

Capturar

“Murad é cunhado da ex-governadora Roseana Sarney, que havia conduzido Fátima Travassos ao cargo de procuradora-geral de Justiça(…) Por conta de sua amizade, atrelamento e dependência em relação a Murad, foi reconduzida ao cargo mesmo figurando na segunda colocação da eleição para procurador-geral”, afirmam os promotores na ação.

O Ministério Público pede que Ricardo Murad e Fátima Travassos sejam condenados à perda de função pública, à suspensão de direitos políticos e ao pagamento de multa.

3 Comnetários

  1. Agora chegou onde queríamos, por isso o homem é intocável, só vai haver seriedade neste Maranhão se cortar as asas desses do poder supremo que usam as leis para encobrir toda essa quadrilha, não é possível rapaz… todo mundo tá cansado de saber que o roubo foi de grandiosa magnitude e não se faz nada, tem que acabar com essa imoralidade, essa máfia suja nesses grandes poderes ou também ai ninguém mexe, vamos ver né o que vai dá.

  2. ATÉ QUE FIM. MAS, NÃO QUER DIZER QUE, QUEM ASSINOU A PETIÇÃO SEJA CORAJOSO. APENAS ESTÁ CUMPRINDO O SEU PAPEL INSTITUCIONAL, FAZENDO COM QUE PREVALEÇA OS PRINCÍPIOS DA REPÚBLICA.
    ESSA FOTO, PARA UMA REPÚBLICA SÉRIA, É A PROVA DE UM CRIME. ALIAS ESSA DONA NA CONDIÇÃO DE PROCURADORA-GERAL NÃO FEZ COISA, A NÃO SER PRATICAR CRIME, QUE DE USO ABUSIVO DE DIÁRIAS E OUTROS DESVIOS DE CONDUTA, ALÉM DOS RIMES DE PREVARICAÇÃO.
    AGORA PELO MENOS SERÁ IMPORTUNADA, O QUE JÁ É UM PEQUENO PASSO EM DIREÇÃO A MORALIDADE PÚBLICA.

  3. Palmas! Palmas! Pra estes dois briosos promotores da probidade administrativa.

    E a ação de improbidade administrativo contra os dois ex-procuradores-gerais que lesionaram o erário no famoso “Caso Espeto de Pau” da PGJ-MA, até hoje não resolvido, quando será ajuizada?????? Será que dessa vez vai??????

    Jamil Gedeon e Raimundo Nonato de Carvalho, ninguém até agora esqueceu as suas lambanças.

Comments are closed.