Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Número de homicídios cai 11% nos 100 dias do novo governo

criminalidadeAs medidas de combate à violência e promoção da paz determinadas pelo governador Flávio Dino já nos 100 primeiros dias de gestão à frente do Governo do Estado do Maranhão vem apresentando resultados positivos em todas as regiões do estado.

Fazendo o comparativo entre os dias 1º de janeiro e 6 de abril dos anos de 2014 e 2015, o número de homicídios dolosos no Maranhão, aqueles em que há intenção de matar, caíram 11,11% considerando todas as regiões do estado. Na região metropolitana de São Luís a redução foi de 5,08%.

“Os números não são os ideais, mas nós estamos no caminho certo, os números eram crescentes e agora são declinantes, ou seja, nós conseguimos inverter a curva. Vamos continuar progredindo”, declarou o governador Flávio Dino sobre os resultados alcançados na área da segurança nestes 100 dias de governo.

A queda mais expressiva foi registrada na Delegacia Regional de Viana, onde o número de homicídios dolosos caiu 57,14% no comparativo do mesmo período em 2014 e 2015. As outras maiores quedas foram registradas respectivamente nas delegacias regionais de Imperatriz (52,17%), Timon (40,91%), Caxias, (30,43%) e Zé Doca (28,57%).

Os resultados positivos se devem ao trabalho reforçado da polícia nesse período e ao incremento de contingente aumentando o policiamento nas ruas.

Apreensão de armas

Outro dado relevante alcançado graças ao trabalho ostensivo da polícia foi o aumento no número de apreensões de arma de fogo. Nos três primeiros meses de 2014 foram registradas 130 apreensões, já no mesmo período de 2015 o número subiu para 224. Esse índice demonstra a eficiência do trabalho de prevenção desenvolvido, o que reduz a criminalidade.

Segurança no trânsito

Quando o assunto é segurança no trânsito, os números também deixam claro o trabalho efetivo do Governo do Estado em 2015 na comparação com o ano anterior, deixando o tráfego nas vias do Maranhão cada vez mais seguro. A quantidade de abordagens subiu de 3.910 para 11.355.

O aumento de operações gerou elevação na quantidade de prisões pela Lei Seca (de 7 para 17), veículos apreendidos (de 121 para 525), carteiras de habilitação apreendidas (de 125 para 354), autos de infração de trânsito lavrados (de 1.510 para 2.429).

Sistema Penitenciário

No sistema penitenciário a nova administração também já registra resultados positivos nos 100 primeiros dias de governo, que agora mantém o foco na ressocialização e humanização dos presos. Nos três primeiros meses deste ano foram registradas 19 fugas, enquanto no mesmo período do ano passado haviam sido 34. Em relação às mortes dentro dos presídios, o número caiu de 13 para 4.

Para dar continuidade aos avanços, o governo já anunciou a realização de seletivos para substituir a mão-de-obra terceirizada de cerca de 900 contratados para serviços de monitoria.

7 Comnetários

  1. Por que o Governo não nomeia todos os excedentes do concurso da policia civil? São 40 excedentes para o cargo de investigador e o Governo só nomeia 30. São 4 excedentes para o cargo de escrivão e o Governo só nomeia 1. O que são mais 10 investigadores e 3 escrivães na folha de pagamento do Estado? A gestão passada nomeou mais candidatos da policia civil do que o atual. Até agora só tem dado importância para PM.

  2. Pow!!!
    Um pessoa que se acha capacitada para portar uma .40,,representar a lei,,provavelmente com curso superior e escreve “ESCRIVÃES”..sinceramente,eu não chamaria NUNCA!!!!
    ESCRIVÃOS,ou ESCRIVÃS (FEMININO)

    1. http://duvidas.dicio.com.br/plural-de-escrivao/
      Plural de ESCRIVÃO

      O plural da palavra escrivão é escrivães.

      O escrivão está escrevendo a ata da reunião.
      Os escrivães estão escrevendo as atas das reuniões.

      Exemplos:

      Os documentos legais serão escritos pelos escrivães.
      Para concluir este processo o tribunal precisará de dois escrivães.
      Os escrivães relatarão por escrito todos os acontecimentos.

  3. “Acordasaoluís”, não sei se é pela sua insipiência na língua pátria ou incipiência na gestão pública que o levou a ironizar a situação da segurança pública do Maranhão. Vale ressaltar que foi promessa de campanha, de Flávio Dino, o aumento do efetivo policial (ele chegou a garantir que iria dobrar o efetivo) e se há candidato já apto para entrar em exercício o Governo tem que nomear, pois o Estado já investiu no treinamento dele e a sociedade anseia por mais segurança no Estado. No entanto, se você é complacente em não investir em segurança pública é notório que o novo não tem nada de novo. A sociedade clama por segurança, o não aumento do efetivo fica caracterizado que fomos ludibriados por promessa de campanha. Então, como estou de acordo com seu alônimo, “acordasãoluis”! O povo tá de olho.

    1. Antes que o professor Pasquale se manisfeste, faltou o acento indicador de crase, em algumas regências acima exposta, devido problema na tecla do computador.

  4. É um blog ou sala de aula. Outra coisa deixa o homem trabalhar primeiro pra depois elogiá-lo pq até agora ele ainda não mostrou para que foi eleito principalmente na área de segurança no tempo da Rosiguana pelo menos os bandidos das Pedrinhas se matavam lá mesmo porém agora tão é fugindo e voltando a praticar delitos. Meus amigos vamos babá mas assim já tá demais. Agora corrija os erros mas Tb não esqueçam de contar as palavras certas

Comments are closed.