Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Quando todos pensaram que Sarney foi embora…

Alex Solnik

Jose-Sarney1Quando o camaleão José Sarney, assim chamado em atenção à sua infinita capacidade de se aliar a todo e qualquer governo de qualquer regime político, seja ditadura ou democracia, anunciou, no ano passado, que não iria se recandidatar a senador, seus amigos ficaram preocupados com a possibilidade de ficarem órfãos dos inúmeros bons serviços que ele tem prestado a eles e seus inimigos pensaram “ufa, finalmente ele vai curtir o que lhe resta de vida em sua amada São Luís”.

Flagrado votando em Aécio no segundo turno, prognósticos apontavam seu rompimento com o governo. A derrota de seu candidato a governador do Maranhão deu mais combustível à torcida contra: agora chegara seu fim! No entanto, eis que ele continua em Brasília e – surpreendentemente – no primeiro plano da cena política. Numa foto da posse do novo ministro da Secom que eu vi na Folha lá está ele aos cochichos com o vice-presidente Michel Temer, no palco da cerimônia, enquanto a presidente Dilma, ao lado, abraça o nomeado Edinho Silva.

Nos jornais de hoje somos informados que o desembargador Reynaldo Soares da Fonseca foi nomeado, ontem, pela presidente, ministro do STJ com o apoio de Sarney. Não sei se os cochichos com Temer têm a ver com a notícia de hoje, mas dão o que pensar.

A força do ex-governador do Maranhão, do ex-presidente da Arena (o partido da ditadura militar de 64), do ex-presidente da República (pelo PMDB), do ex-presidente do Senado, do ex-senador só tem uma explicação: ele tem votos, tanto na Câmara Federal quanto no Senado que pode direcionar ou não para o governo, a seu bel prazer.

Quantos votos é difícil saber, mas, numa conjuntura desfavorável para o governo é um número suficiente para lhe garantir o direito de indicar amigos nos vários escalões tanto no Poder Executivo quanto no Judiciário. Tem a bancada evangélica, a bancada da bala, a bancada progressista… e a bancada Sarney.

7 Comnetários

  1. Quando o povo diz, que Sarney é uma erva daninha, uma mancha, ou um câncer ninguém tem dúvida de que o bicho é tinhoso, ainda não foi desse mundo pra melhor, por que o diabo não quer lá. Sarney é a mosca na sopa, o dente do tubarão, a beira do precipício, a corda que enforca o condenado, a noite com seus mistérios, o sepulcro caiado, emfim, o Brasil e o Maranhão, só terá dias melhores, quando esse infeliz desaparecer, escafeder-se, sumir de vez, e o satanáz resolver recebe-lo de braços aberto. Ai desata o nó, que atrapalha e emperra tudo…

  2. KKKKKK
    Esse pessoal é fogo, não adianta berrar, o Sarney gostem ou não é o politico mais habilidoso deste pais, o que mais incomoda é justamente que muitos querem ter a mesma força e estrategia politica dele mas são mediocres politicamente. Pior ainda é que todos, absolutamente todos esse políticos que tem alguma projeção no Estado e hoje são a “Voz da Moral e Etica” já receberam e necessitaram dos favores do velho, ate mesmo o Flavio Dino agradeceu o apoio do Sarney para assumir a Embratur, Zé Reinaldo, João Castelo e ate mesmo o finado Jackson lago não podem bater no peito e afirmar “nunca precisei de Sarney” e isso incomoda a turma KKKKKKKKKKKKKK

    1. A mim não incomoda nada, nunca precisei desse infame, pode ser o tal para vocês, que conseguiram tudo atravéz dele. Tudo que conseguir, foi pelos meus próprio méritos, sem precisar de favor de ninguém. Não tenho nada contra esse cidadão, mas, contra os seus métodos de fazer política rasteira e dissimulada. Suas maneira covarde de massacrar os opositores, sempre do lado dos opressores, dos ditadores, trata-se de um bajulado descarado, aproveitador.
      Explorador dos mais fracos, para submeter-lo ao analfabetismo, fome e miséria…

  3. O velho Sarney é imbatível, e nos ultimos cinquenta anos esteve em evidencia no cenário politico nacional, inclusive muitos sulistas ja tentaram de todas as formas colocá-los no ostracismo, mas não conseguem é uma velha raposa que distrói o inimigo só no silencio, é a sua maior arma, nenhum outro politico atual se sustentou no cenario nacional igual o velho Sarney, muitos lhe odeiam, mas não conseguem retirá-lo de cena, somente um inimigo está sendo capaz de lhe tirar de cena, é a idade . Essa não tem perdoa ninguem; se não vejamos: do professor Pedro Neiva de Santana então reitor da FUM, hoje Ufma, Osvoldo da Costa Nunes freire, João Castelo Ribeiro Gançalves, Epitacio Cafeteira, Luiz Coelho Rocha, e Roseana por duas vezes, Jose Reinaldo Tavares, depois Roseana, somente o saudoso doutor Jackson Lago nunca se curvou para famiiia Sarney, os demais todos passaram pelas as mãos do velho Sarney, mesmo assim ainda tomaram um pouco menos da metade do mandato do doutor Jackson, coisa arquiteta pelo velho.

  4. Amigos, esse verme é como urubu, enquanto puder beliscar a carniça, vai meter o bico. Só isso! Experimentem enxotar um bicho desse de cima dum cavalo morto. É só dar as costas, tá lá ele novamente puchando os fatos do animal. O urubu q estamos falando é insaciável! Se parar, morre, é engolido pelos urubuzinhos famintos q criou.

Comments are closed.