Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Dilma elege apoiado por Sarney para vaga no STJ

Reynaldo Fonseca era desembargador do TRF
Reynaldo Fonseca era desembargador do TRF

*Corrigido às 21:30h

O desembargador Reynaldo Soares da Fonseca, do TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região), foi nomeado nesta quinta (2) ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) pela presidente Dilma Rousseff.

O nome de Fonseca estava na lista tríplice entregue pelo STJ, em março, à presidente, ao lado dos também desembargadores João Batista Pinto Silveira e Joel Ilan Paciornik, ambos do TRF-4.

Fonseca ocupará a vaga que antes pertencia a Arnaldo Esteves Lima, aposentado em julho. Maranhense, o novo ministro era apoiado pelo ex-presidente José Sarney (PMDB).

O nome foi definido por Dilma após reunião com o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça), nesta quinta. Fonseca obteve 18 votos para integrar a lista, mesmo número que João Batista Pinto Silveira –Joel Ilan Paciornik obteve um a menos.

O STJ possui outras três vagas abertas, duas a serem preenchidas por membros oriundos dos TRFs e uma a ser preenchida por um magistrado dos Tribunais de Justiça dos Estados.

Folha de São Paulo

2 Comnetários

  1. Aonde tem o dedo de Sarney, tem merda no meio. Não acredito que esse cidadão com esse currículo todo, ainda vai acreditar em apoio de Sarney. Quer queira ou não, mesmo assim Sarney se infiltra, fazendo com que o povo acredita que foi ele que fez alguma coisa pelo cidadão, o rapaz nem precisava, mas o apoio de Sarney serve tão somente para queimar o rapaz…

Comments are closed.