Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Polícia Federal investiga sócio de Fernando Sarney por lavagem de dinheiro em associação criminosa

20090720170852_f793dA Operação Sorte Grande, da Polícia Federal, deflagrada nesta quarta-feira (20), ouviu 13 pessoas na investigação, que aponta indícios de sonegação de R$ 900 milhões em impostos. Entre as pessoas conduzidas pela PF, segundo o procurador da República Marco Túlio Caminha, estão o empresário Paulo Guimarães, sócio de Fernando Sarney no controle da TV Meio Norte, funcionários, gerentes e sócios de suas empresas.

De acordo com a Polícia Federal, a ação cumpriu mandados de busca e apreensão e também de condução coercitiva, após investigação de sonegação fiscal, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro por parte de um grupo empresarial. A PF não quis divulgar nomes dos envolvidos. Todos serão liberados após os depoimentos, que acontecem de forma simultânea, para que os investigados não tenham como combinar o testemunho.

A atuação do grupo envolve empresas de comunicação, veículos, imóveis, faculdades e hospital, principalmente no Piauí e Maranhão. Os valores chegavam a aproximadamente R$ 896 milhões em 2013.

A ação contou com 85 policiais federais, entre delegados, peritos, escrivães e agentes, além de 18 auditores e quatro analistas tributários da Receita Federal.

As informações são do site Cidade Verde, com edição do Marrapá.

Comantário

Comments are closed.