Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Sarney diz que Roseana pode ser presa e faz ela chorar copiosamente

Governadora segurou o choro na entrevista ao Jornal Nacional.
Governadora segurou o choro na entrevista ao Jornal Nacional.

O clima ficou tenso ontem, no Palácio dos Leões, durante a reunião convocada às pressas pelo senador José Sarney com o objetivo de discutir uma saída para as acusações de que membros do alto escalão do governo do Maranhão, inclusive a governadora Roseana Sarney, receberam propina em troca do pagamento de R$ 120 milhões em precatórios à construtora Constran.

Segundo relato feito ao blog, Sarney deu um chega pra lá na filha, chamando ela, João Abreu, João Bringel e todos os envolvidos na negociação com o doleiro Alberto Yousseff de “incompetentes”.

Lembrando do ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB), detido durante a Operação Navalha, da Polícia Federal, o senador do Amapá afirmou que Roseana poderá até ser presa, e ele não poderá fazer nada a partir do ano que vem.

A governadora teria chorado copiosamente, diante de assessores e de dez advogados convocados para orientá-la no caso. Razão pela qual ela surgiu segurando as lágrimas – com expressão abatida e ar de derrota – diante das câmeras do Jornal Nacional, ao dar a versão sobre as acusações da ex-contadora de Yousseff, Meri Poza.

No encontro, José Sarney reconheceu que a situação é crítica e até definiu quem assumir o papel de “bode expiatório”, caso as investigações da Polícia Federal e do Superior Tribunal de Justiça prossigam no sentido de descobrir quem ficou com a mala preta com R$ 1,4 milhão em propina paga pelo doleiro Alberto Youssef.

Comments are closed.