Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Jornal dos Sarney é acusado de intolerância por charge contra comunista

UOL

dino fantasmaA coligação “Todos pelo Maranhão”, do candidato ao governo maranhense Flávio Dino (PCdoB), ingressou com uma representação na Justiça Eleitoral contra o jornal “O Estado do Maranhão”, de propriedade da família Sarney, por conta de uma charge que usa a imagem de um fantasma comunista perseguindo uma criança.

Para a coligação, a charge é uma referência a Dino –que é integrante do partido comunista– e se trata de uma prática de intolerância política.

“Vejam para crer. Isso está no jornal do senador Sarney. Sou eu querendo matar uma criancinha”, publicou Dino, em seu Twitter, nessa segunda-feira (11).

A charge citada foi publicada na edição do domingo (10) e mostra um fantasma com uma foice e um martelo perseguindo uma criança, que grita: “papai, tô com medo”.

Segundo o setor jurídico da coligação, desde o início da campanha já foram conseguidos quatro direitos de resposta em “O Estado do Maranhão” de supostos ataques contra Dino.

“Com um cenário eleitoral extremamente desfavorável aos seus interesses, o senador José Sarney passou a agir como no tempo da perseguição política da ditadura militar”, disse Dino, ao UOL.

“Vivemos hoje em uma nação democrática e, por isso, entendo que atacar um partido de maneira tao baixa e vil significa agredir a Constituição e o pluralismo politico. A lei nos protege e é o nosso escudo contra destemperos de pessoas saudosas do regime militar”, completou.

O UOL entrou em contato com o Diretor de Redação de “O Estado do Maranhão”, Ribamar Côrrea, mas ele afirmou que o jornal não iria se pronunciar sobre o caso.