Publicidade  Prefeitura de São Luis

Perto da renúncia, Sarney chora para chantagear Roseana

Sarney-chorando (1)Chega ao ponto mais dramático a saída de Roseana Sarney (PMDB) do governo do estado. Pressionada pelo marido para deixar a política e sem disposição para enfrentar outras eleições, Roseana está tendo que enxugar as lágrimas do pai, que lhe pede para continuar na política.

Os apelos do patriarca José Sarney para que a filha permaneça na política e dispute a eleição para o Senado chegaram ao ponto da maior chantagem. A emocional. Sarney desembarcou em São Luís para ajustar as últimas cartadas da eleição em que o grupo da oligarquia terá grandes dificuldades de permanecer no poder.

Fonte da cozinha do Palácio garante que, no final da manhã desta quinta, Sarney se dirigia à filha sem conter as lágrimas. Quer que Roseana dispute as eleições para não perder hegemonia do Senado – local imprescindível para que ele mantenha seu poder de barganha na política nacional.

As lágrimas de Sarney são o retrato da desumanidade do chefe oligarca. Afinal, que pai pediria à filha que sofre há décadas com inúmeras cirurgias e dores insuportáveis que permaneça no jogo da política?

Não entende como isso é possível? Basta assistir “O Poderoso Chefão”.

Comments are closed.