Publicidade  Prefeitura de São Luis

Mídia do grupo Sarney ignora emenda de Edinho Lobão para o Polo Sul

IMG-20140402-WA0007

Ontem uma postagem em um blog ligado ao Clã Sarney se transformou em uma discussão descabida e sem sentido algum, principalmente para os milhares de brasileiros que sofrem com o câncer. O deputado federal Simplício Araújo (Solidariedade), atendendo a um apelo dos pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo, destinou emenda parlamentar para incentivo à pesquisa do tratamento de câncer. A universidade, que é um dos centros de referência em auxílio a pacientes que sofrem deste mal, tem em seus quadros os maiores profissionais da área de pesquisa e tratamento e sofre com a ausência de verbas para prosseguir seus estudos.

Porém, para a mídia do grupo oligárquico, a destinação de R$ 250 mil para ajudar a encontrar uma cura para o câncer é desnecessária. Para eles, muito mais importante que a cura do câncer é reconstruir a estação Comandante Ferraz, no Polo Sul. Sim, pois foi para lá que o Senador Edinho Lobão destinou emenda parlamentar de R$ 200 mil.

Pasmem, para a mídia ligada ao grupo Sarney, é errado contribuir para a pesquisa de brasileiros que lutam contra o câncer, mas é certo reconstruir uma estação no Polo Sul! A maneira violenta como o grupo Sarney trata seus adversários já é conhecida mas, criticar, dessa maneira, algo que poderá ajudar milhares de maranhenses que buscam, em São Paulo, ajuda gratuita para o tratamento de câncer é a prova cabal de que eles pensam apenas em eleições e não no povo.

Conseguem transformar uma atitude nobre, que é o tratamento de câncer dos brasileiros, em uma guerra política improcedente e desnecessária. Por pensamentos tacanhos que envolvem a política nacional é que o país vive esse completo estado de abandono. Quando um parlamentar envia emenda para pesquisa de combate a um dos maiores males que assolam não só os brasileiros, mas a população mundial, é colocado como judas dos maranhenses, como se a emenda fosse para prejudicar um ser humano.

Comments are closed.