Publicidade  Prefeitura de São Luis

Desesperado, grupo Sarney investe na baixaria e dispara calúnias contra a Oposição

reis-pacheco-pf

Começou o período da baixa temporada do grupo Sarney. Explicando melhor o que isso quer dizer, a baixa temporada do grupo Sarney é aquele período em que a oligarquia – desesperada porque não quer perder o poder no Maranhão – começa a colocar todo tipo de baixaria, torpeza e invencionice através de seu império midiático.

Apesar de muito dinheiro público gasto com a pré-campanha de Luís Fernando Silva (PMDB), o pretendente a herdeiro da oligarquia não conseguiu decolar nas pesquisas. O que restou ao grupo Sarney foi somente a baixaria.

A tática é velha conhecida do grupo Sarney. Em 1994, o grupo Sarney chegou a afirmar que o então candidato de oposição Cafeteira havia assassinado o senhor Reis Pacheco. Toda a farsa foi montada para que Roseana Sarney vencesse as eleições, mesmo em desvantagem eleitoral.

Cafeteira, que era líder nas pesquisas, fez um grande esforço para encontrar Reis Pacheco – que havia sido escondido no interior do Pará para simular o “assassinato”. Cafeteira desfez a farsa, mas apenas no último dia de campanha apresentou na televisão Reis Pacheco em vida. Saiba a história completa no link: http://jornalpequeno.com.br/edicao/2006/10/19/pela-primeira-vez-toda-a-historia-de-reis-pacheco/

Tudo isso a troco de votos, para mais 4 anos de poder e corrupção.

A oligarquia Sarney, agora, agride todos os adversários e não tem qualquer responsabilidade sobre as acusações que faz. Seus jornalistas, pagos com dinheiro público, estão como cães de guarda para tentar reverter a rejeição recorde depois de quase meio século no comando do estado.

Em completo desespero, a oligarquia tenta diminuir a desvantagem eleitoral que tem em relação a Flávio Dino (PCdoB) e Eliziane Gama (PPS) através de uma tática de ódio, típica de nazistas e fascistas.

Comments are closed.