Publicidade  Prefeitura de São Luis

Amar o Maranhão é…

Por Abdon Marinho

Os menos moços devem lembrar dos bonequinhos da campanha amar é… que fez muito sucesso em meados dos anos oitenta. Foi uma empolgação tinha bonecos, em papéis de chicletes e por ai a fora.

1555506_647374528657752_1305647432_nComo no Maranhão tudo chega atrasado, criaram uma campanha de amor pelo o Maranhão, como se os maranhenses não amassem o estado e quisessem vê-lo prosperar.

Seguindo a mesma linha da campanha dos anos oitenta, segue abaixo alguns tópicos para faixas, cartazes, bonecos, etc.

Amar o Maranhão é… Ignorar que menos de quatro por cento dos seus habitantes possuem rede de esgoto.

Amar o Maranhão é… Ignorar que das cem cidades mais pobres do país, quarenta e nove ficam aqui.

Amar o Maranhão é… Ignorar que a expectativa de vida do maranhense é cinco anos menor que a média nacional.

Amar o Maranhão é… Ignorar que a nossa educação pública é uma das piores do mundo, conforme atestam os dados do ENEM é do PISA.

Amar o Maranhão é… Ignorar que um estado tão rico esteja entre os últimos em renda per capita e IDH.

Amar o Maranhão é… Achar normal que se tenha por aqui uma das piores taxas de mortalidade infantil.

Amar o Maranhão é… Aceitar como normal que quem precise de atendimento médico seja socorrido nos estados vizinhos.

Amar o Maranhão é… Achar normal que tenhamos uma das piores malhas viárias do Brasil e louvarmos o governo quando ele nos brinda com uma estrada asfaltada com asfalto tão fino que se poderia chamar de “película asfáltica”.

Amar o Maranhão é… Achar normal que a maioria da população não tenha água encanada em suas casas.

Amar o Maranhão é… Achar normal viver num dos lugares mais violentos do mundo com taxa de homicídios acima da média nacional e a capital do estado ser a 15ª mais violenta entre mais de 41 mil cidades existentes no planeta.

Amar o Maranhão é… Achar normal a corrupção tomando de conta das instituições.

Amar o Maranhão é… Concordar com a brutal concentração de renda nas mãos de poucos enquanto a maioria da população padece sem os serviços básicos.

Amar o Maranhão é… Aceitar de forma passiva que os donos do poder tenham acesso a tudo, ocupem todos os postos importantes na máquina pública enquanto os que não são da “panelinha” não tenham acesso a nada.

Amar o Maranhão é… Acreditar na caríssima propaganda oficial e comprar como verdadeira tudo que dizem sobre o quanto estamos avançados em relação ao resto país.

Amar o Maranhão é… Ignorar que o atraso do estado se deve ao receio que tinham os empresários em investir aqui por que os donos do poder, parentes e apaniguados sempre exigiam uma participação societária.

Amar o Maranhão é… Ignorar que os donos do poder se julgam donos do próprio estado e que, por isso mesmo, são nossos senhores e suseranos a quem devemos agradecer por suas existências.

Amar o Maranhão é… Achar normal que não aja qualquer alternância no poder por séculos sem fim.

Amar o Maranhão é… (Essa aqui você completa e acrescenta mais algumas).

Se você ama o Maranhão tem que concordar com tudo isso. Se você não concordar com a lista acima e mais algumas que pode acrescentar.

Por onde passo vejo essa ridícula campanha “Eu amo o Maranhão”. Tal campanha não consegue ser original em nada e muito se assemelha a campanha dos governos militares no seu período mais sombrio: “Brasil, ame-o ou deixe-o”. O pano de fundo era o mesmo a legitimação através de um suposto nacionalismo.

Será que amar é isso?

Comments are closed.