Publicidade  Prefeitura de São Luis

"Definitivamente essa gente não gosta do Maranhão", confirma Zé Reinaldo em artigo

José Reinaldo Tavares

Definitivamente essa gente não gosta do Maranhão. Um dos grandes empecilhos para que o porto do Itaqui se torne um grande indutor de desenvolvimento, agregador de empresas, fomentador de empregos e oportunidades é porque não tem suprimento de gás, essencial para atração de empresas pelo custo bem mais baixo que ele proporciona.

A localização do porto é privilegiada, mais próximo dos grandes mercados do que outros grandes portos brasileiros, mas energia barata é fundamental. Historicamente o desenvolvimento se deu ao redor de grandes portos. Mas isso não acontece espontaneamente e sem trabalho como pensa a oligarquia. É preciso trabalho, muito trabalho, planejamento para que isso aconteça. O porto do Pecém é um bom exemplo disso.

ze-reinaldoEsse assunto, do suprimento de gás ao porto, foi muito discutido por mim e pela Ministra de Minas e Energia do governo Lula, Dilma Rousseff, quando eu era o governador. Tivemos todo o apoio da parte dela que conseguiu recursos, o projeto de engenharia foi executado, criamos a Gasmar para distribuir o gás, mas o projeto só não foi implantado porque não existia gás disponível na ponta do gasoduto do Nordeste que terminava no Pecém. A sobra, o excedente existente, não podia ser usado, pois estava vinculado, por contrato, a diversas termoelétricas construídas para evitarem falta de energia se as barragens não estivessem cheias. Foi uma pena, pois o Maranhão e o seu porto poderiam ter sido muito beneficiados. Hoje certamente tudo seria diferente.

Hoje tem gás disponível com a interligação do gasoduto do Nordeste com o do Sudeste que é suprido pela Bacia de Santos e o gasoduto entre o porto de Pecém e o Itaqui poderia ser construído para que o gás fique disponível aqui, abundante e barato. Mas a oligarquia não tem interesse e o governo estadual abandonou o projeto. Nem se preocupam com isso. O Maranhão não tem importância para eles.

Quando Eike Batista se apropriou do gás de Santo Antônio dos Lopes, usou o gás para ganhar dinheiro e construiu uma termelétrica para produzir energia elétrica que vende para outros estados. Nada fica aqui nem o Icms.

Como as pesquisas mostram que pode existir mais gás em Santo Antônio dos Lopes ao invés de planejar traze-lo para o Itaqui eles programam construir um gasoduto de 700km de extensão para leva-lo para Barcarena no Pará porque os empresários paraenses usam óleo combustível bem mais caro e assim serão acudidos. Deve ser porque Barcarena, na imaginação deles, é muito mais importante do que Itaqui! e do que o Maranhão.

Esse povo definitivamente não gosta do estado. Se elegem aqui e uma vez eleitos cuidam de outros interesses, menos os do Maranhão. Geralmente interesses pessoais. O que estão tentando fazer é um crime contra os interesses maiores do estado. É um descalabro tão grande que fico imaginando se um político cearense ou pernambucano ou outro que tentasse fazer isso com recursos naturais do seu estado. Nem ousaria abrir a boca. A classe política precisa entrar com urgência nesse assunto antes que a espoliação se complete.

Vejam o que foi publicado no jornal da oligarquia e tirem as suas conclusões:

‘Um gasoduto de 697 quilômetros de extensão, saindo do município maranhense de Santo Antônio dos Lopes até Barcarena, no Pará, está previsto no Plano Decenal de Expansão da Malha de Transporte Dutoviário (Pemat) 2013-2022.0 documento foi colocado em consulta pública pelo Ministério de Minas e Energia até o dia 26 de fevereiro, quando se encerrará o prazo para comentários e sugestões.

De acordo com o Pemat, essa nova malha de dutos para gás natural foi identificada pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), com base na demanda potencial de 4,6 milhões de m3/dia na região de Barcarena/PA e da oferta potencial de gás natural não associado na Bacia do Parnaíba/MA.

A alternativa de gasoduto Santo Antônio dos Lopes/MA – Barcarena/PA tem seu atendimento baseado, majoritariamente, em Recursos Não Descobertos (RND), visto que boa parte dos Recursos Descobertos (RD), que compõem a Oferta Potencial da Bacia do Parnaíba/MA-PI, já está comprometida com o atendimento à termelétrica a gás natural da Eneva.

Diante disso, a alternativa de gasoduto de transporte entre os municípios de Santo Antônio dos Lopes/MA e Barcarena/PA tem extensão total de 697 km e vazão máxima de gás natural de 4,6 milhões de metros cúbicos por dia. O objetivo é transportar o gás natural descoberto na Bacia do Parnaíba ao Complexo Industrial de Barcarena, onde as indústrias utilizam majoritariamente o óleo OC-A1 como combustível.’

Estamos sendo espoliados!

O governo de Roseana Sarney vai a cada dia colhendo o resultado de tanta incompetência, despreparo e desinteresse.

Em dois anos São Luís que era a vigésima oitava cidade mais violenta no mundo, agora é a décima quinta. Roseana é muito rápida quando se trata de piorar o que já era muito ruim. Vamos de ladeira abaixo.

E a caótica situação do estado vai contribuindo para manter o estado na pobreza. A queda do número de passageiros que embarcam ou desembarcam pelo aeroporto de São Luís é de dezenas de milhares menor em relação ao ano anterior que já havia sido bem menor do que o ano retrasado.

Os hotéis às vésperas do carnaval estão 80 por cento menos ocupados do que no ano passado. E olhe que no ano passado já havia sido muito ruim por causa da poluição das praias e até hoje nada foi feito para despolui-las.

Só nos artigos do senador José Sarney é que estamos bem. Pena que não seja verdade..

Aonde vamos parar?

Comments are closed.