Publicidade  Prefeitura de São Luis

Deputado comunista desmascara governo do estado

Um Estado onde todas as casas podem “dormir de portas abertas” e que “ter plano de saúde é luxo” porque o sistema único de saúde seria capaz de comportar toda a população. Com essas promessas, Roseana Sarney assumiu há 4 anos o governo do Maranhão, estado que lidera até hoje os piores indicadores sociais em todo o país.

  Rubens Júnior relembrou as promessas feitas por Roseana ao assumir o governo depois de cassação de Jackson Lago.

Rubens Júnior relembrou as promessas feitas por Roseana ao assumir o governo depois de cassação de Jackson Lago.

Segundo o discurso de posse proferido pela governadora em 2009, a Refinaria estaria funcionando em 2014, 237 mil novos empregos seriam criados, os estudantes poderiam contar com o Bolsa Universidade, as escolas do Estado funcionariam em tempo integral e, até o final de 2010, o Estado contaria com 72 hospitais.

Um Estado que semanalmente é destaque nacional por liderar todos os piores índices socioeconômicos, em 2012 apresentou o menor índice de criação de empregos se comparado com os últimos anos, com apenas 12 mil novos empregos; está com as obras da Refinaria paralisadas; não tem nenhuma escola do estado funcionando em tempo integral; entregou apenas 18 hospitais dos 72 prometidos para o ano de 2010 e apresentou queda no índice que avalia o Ensino Médio nas escolas estaduais (IDEB).

Em seu discurso na Assembleia Legislativa, o líder da oposição Rubens Jr. relembrou todas as promessas feitas e não cumpridas pela governadora, durante a campanha e em seu discurso de posse. “Infelizmente vivemos em um Estado endividado, com sistema de saúde quebrado, um estado sem ensino de qualidade, com saneamento precário e saldo negativo na criação de empregos”, finalizou Rubens Jr.

Com o lema “O Maranhão está de volta ao trabalho”, a governadora Roseana Sarney tomou posse como governadora no dia 17 de abril de 2009. Um Estado que lamentavelmente é destaque no cenário nacional por liderar os piores índices sociais, preferiu gastar durante 4 anos mais de R$ 189 milhões em Comunicação, deixando a desejar na produção agrícola, ao investir apenas R$ 46 milhões em Agricultura. Durante os 4 anos de gestão da governadora Roseana, foram registrados 2.252 homicídios na região metropolitana de São Luís, o  que representa que a cada dois dias, 3 pessoas foram assassinadas, vítimas de homicídio em São Luís.

Com informações da Agência Assembleia