Publicidade  Prefeitura de São Luis

Rodovia de Ribamar continua com problema mesmo depois de derrame de R$ 2,4 milhões

MA 201
MA 201: R$ 2,4 milhões desapareceram na recuperação da rodovia, que continua toda esburacada.

Desperdício de dinheiro público que não se sabe onde vai parar! As chuvas torrenciais que tomaram conta da ilha neste fim de semana colocaram literalmente por água abaixo a suposta recuperação de estradas promovida em parceria pelo Governo do estado e a prefeitura de São José de Ribamar.

A MA 201, uma das mais caóticas e esburacadas da ilha, passou recentemente por um processo de recuperação que dispendeu dos cofres públicos nada menos que 2,4 milhões de reais para tapar buracos e fazer serviço de drenagem. Na resenha da Secretaria de Planejamento e Orçamento, a obra consta como concluída – apesar de não ter resolvido os problemas de acidentes, engarrafamentos e enchentes.

Em documento da SEPLAN, restauração da MA 201 aparece como concluída.
Em documento da Seplan, recuperação da estrada consta como concluída.

A obra foi implantada pelo governo do estado para ajudar a resolver o problema de Gil Cutrim, um dos pupilos de Roseana Sarney e Luís Fernando Silva (ex-prefeito de São José de Ribamar), que não consegue resolver os problemas do município – escondidos competentemente por Luís Fernando, mas que agora explodem na mão do atual prefeito.

Pouco tempo depois de “recuperada”, eis que a via continua esburacada e, neste final de semana, dificultou a vida de muitos moradores de São José de Ribamar e São Luís, impedidos de passar pela MA após a enchente que tomou conta da área.

Inconformados com a situação, muitos moradores que precisaram usar a via construída pelo governo do estado – do qual Luís Fernando é secretário de Infraestrutura – ligaram para rádios da capital para reclamar da enchente que tomou conta da MA 201 neste sábado.

Obras como esta são praxe no governo do estado: gasta milhões em obras que não conseguem resolver o problema da população.