Publicidade  Prefeitura de São Luis

Zé Reinaldo e a opção por João Castelo

Ao contrário do que faz parecer José Reinaldo Tavares, agora principal articulador político de João Castelo, o julgamento que deverá ser feito nas eleições de outubro não é o do desempenho da governadora Roseana Sarney a frente do governo do Maranhão. Esta é uma discussão mais pra adiante – isto se ela não for julgada e cassada pelo TSE ainda este ano.

Ao levar a debate político para a esfera estadual com o surrado discurso contra a oligarquia e o pretexto de montar uma frente em 2014 para vencer a família Sarney, o Secretário de Governo da Prefeitura de São Luís maneja para desviar o foco do debate a ser travado pelo ludovicense até outubro, tentando assim isentar o prefeito da responsabilidade pela situação caótica que se estabeleceu na capital durante os 3,5 anos de sua administração.

Por trás da decisão de Zé Reinaldo em apoiar Castelo não há nenhum altruísmo ou estratégia visionária. A arquitetura da estratégia política é simples, prática e imediatista. Tudo o que ele quer é garantir o seu espaço na discussão municipal, aplacar a sede de poder do grupo que orbita em torno dele e se fortalecer para concorrer à única vaga de senador em 2014.

No entanto, o ex-governador pretendia ser discreto, respeitando as decisões do grupo de oposição capitaneado pelo comunista Flavio Dino – que conta inclusive com um candidato do seu partido, Roberto Rocha. Ele foi levado a mudar de ideia depois que João Castelo fez saber das conversas que mantinha com o ministro Lobão, e da garantia do apoio da ‘oligarquia’ em um provável 2º turno.

O medo de perder espaço e a pressão do tucano – somados com a desistência declarada do presidente da Embratur – levaram Zé Reinaldo a voltar atrás e embarcar publicamente no projeto de reeleição de Castelo.

E esta decisão – vista por uns como grande cartada política do candidato tucano, e por outros como mais um gesto de trairagem do ex-governador – em nada deve altera o panorama desfavorável ao prefeito João Castelo.

Mas até outubro muita água vai rolar por debaixo dessa ponte…

Comments are closed.