Publicidade  Prefeitura de São Luis

PCdoB reafirma oposição a João Castelo e a grupo Sarney

Vermelho

Líder do PCdoB São Luís garante que oposição segue unida contra Castelo e Roseana

“A decisão do ex-governador José Reinaldo Tavares de integrar a administração do prefeito João Castelo em absolutamente nada altera o projeto eleitoral do PCdoB de se unir com os demais partidos dispostos a construir uma alternativa às candidaturas de Castelo e a do grupo Sarney”.

A declaração dada ontem à tarde é do presidente do PCdoB de São Luís, Márcio Jerry, esclarecendo rumores de que o ingresso do ex-governador no governo Castelo teria o aval dos comunistas e do presidente da Embratur, Flávio Dino. “Fazemos oposição ao prefeito Castelo e estamos empenhadíssimos em construir uma candidatura capaz de dar um novo rumo à nossa cidade, que vem sendo duramente castigada”, informou.

Respeito – Jerry confirmou a boa relação que o partido tem com Zé Reinaldo, mas descartou de forma enfática qualquer negociação para abandonar o barco oposicionista e se alinhar ao tucano João Castelo. “Respeitamos o ex-governador, mas lamentamos que ele não esteja nos ajudando a compor nesta eleição um campo político progressista sintonizado com o desejo da imensa maioria de nosso povo que é de renovação e mudança”.

Unidade – A unidade dos pré-candidatos Eliziane Gama(PPS), Tadeu Palácio(PP), Edivaldo Holanda Júnior(PTC) e Roberto Rocha(PSB) continua sendo, segundo o dirigente comunista, o principal objetivo do PCdoB para as eleições de outubro. “Todas as pesquisas mostram que esse campo político unido tem chances imensas de ganhar as eleições. Estamos trabalhando por essa unidade e cremos que ela sairá de forma madura, transparente e democrática”.

De acordo com Jerry, os pré-candidatos oposicionistas voltarão a se reunir nesta sexta, 25, e novamente na próxima quarta-feira, 30, “para dar sequência aos entendimentos que objetivam acertar um programa e uma candidatura unificada” do campo político, que contará, garantiu, com o “integral apoio e participação do presidente da Embratur, Flávio Dino”.