Publicidade  Prefeitura de São Luis

Vale afirma: “não são verdadeiras as acusações de que a Vale estaria ‘quebrando’ financeiramente as empresas”

Vale enviou nota informando que não são verdadeiras as acusações de que esteja “quebrando” financeiramente empresas maranhenses que têm contrato com a mineradora.

Segundo a nota, que é assinada pela gerente de Relacionamento com a Imprensa, Mônica Ferreira, o encerramento dos contratos ocorreu “apenas nos casos em que as empresas não executaram o serviço contratado, após longa negociação com os fornecedores, na tentativa de mantê-los nos empreendimentos da Vale“.

A Vale esclarece que não deixou de honrar qualquer contrato firmado com empresas do Maranhão e do Pará. Ao contrário: em todos os casos, tentou ajudar seus fornecedores, inclusive antecipando pagamentos futuros dos contratos, bem como recursos para que as próprias empresas garantissem o salário de seus empregados. O encerramento dos contratos ocorreu apenas nos casos em que as empresas não executaram o serviço contratado, após longa negociação com os fornecedores, na tentativa de mantê-los nos empreendimentos da Vale. Portanto, não são verdadeiras as acusações de que a Vale estaria “quebrando” financeiramente as empresas.

Nossa prioridade é trabalhar com fornecedores dos locais onde atuamos, desenvolvendo programas de capacitação e estimulando o desenvolvimento dessas empresas. No caso do Maranhão, por exemplo, 57% das compras efetuadas pela Vale no estado no ano passado foram adquiridas de fornecedores locais – um aumento de 54% em comparação a 2009. Já no Pará, o índice de compras feitas no próprio estado em 2010 foi de 45%, o que representa um aumento de 34% em comparação ao ano anterior.

Em nenhum momento a Vale se recusou a atender seus fornecedores, seja para ajudar a encontrar soluções para problemas financeiros, seja para renegociar os contratos. Porém, a Vale não pode ser responsabilizada por problemas de gestão de fornecedores que abandonaram obras ou descumpriram os prazos previstos em contrato.

Em nenhum momento a Vale se recusou a atender seus fornecedores, seja para ajudar a encontrar soluções para problemas financeiros, seja para renegociar os contratos. Porém, a Vale não pode ser responsabilizada por problemas de gestão de fornecedores que abandonaram obras ou descumpriram os prazos previstos em contrato.